23 de fevereiro de 2015

As 7 formas para bolos que toda a gente devia ter

Depois do sucesso que o post que escrevi sobre "Os 12 erros mais comuns ao fazer bolos" teve, percebi que há mesmo muitas dúvidas e curiosidades sobre fazer bolos.
Uma das grandes curiosidades é sobre as formas! Então hoje vamos falar sobre os tipos de formas para cada bolo e não só e também quais as que toda a gente deveria ter em casa.


Estes são os tipos básicos de formas. Se puderem e gostarem de fazer bolos e sobremesas, estes 7 formatos não são demais e vão-vos permitir fazer praticamente tudo em pastelaria:

1- Forma redonda
2- Forma rectangular/ tabuleiro
3- Forma de fundo amovível 
4- Forma de bolo inglês/ pão de forma
5- Forma de tarte
6- Forma de buraco
7- Forminhas de muffins/ empadas


Formas redondas: As mais versáteis para fazer qualquer tipo de bolo. Tanto servem para fazer bolos simples, os típicos bolos de aniversário, bolos em camadas, bolos em andares, etc. Como podem perceber pela foto eu tenho várias porque dependendo do número de pessoas que vão comer o bolo, posso adaptar as receitas aos diferentes tamanhos. Mas uma medida standart que serve para qualquer receita rondará os 20 cm de diâmetro. 


Formas rectangulares: também conhecidas como tabuleiros, mas não confundir com os tabuleiros/ placas do forno. Estas formas são perfeitas para fazer brownies, bolos mais baixos, bolos que se sirvam cortados em palitos ou quadrados. Facilitam muito cortar fatias iguais e direitas e podem ser uma boa opção quando se está a servir muita gente.


Formas de fundo amovível- Só só tiverem 1 forma, aconselho uma forma destas. Já que a sua característica de se poder remover o fundo tanto pode servir para cozer bolos, como sr adaptada para fazer tartes, semifrios e claro, cheesecakes. Normalmente são redondas, mas também há no mercado com outros formatos e de vários tamanhos. Os únicos cuidados que temos de ter ao usar estas formas é certificar que estão bem fechadas e que a massa que colocamos dentro não seja muito liquida. Para me certificar que a massa não vasa para fora, gosto de forrar o fundo e laterais com papel alumínio. 


Forma de bolo inglês/ pão de forma- Adoro estas formas para fazer qualquer tipo de bolo, porque os bolos costumam ficar altos e cozem de forma uniforme, além disso gosto da facilidade de cortar as fatias direitas. São normalmente usadas para fazer bolo inglês ou pão de forma (dai o nome, claro), e nos Estados Unidos é a forma oficial para se fazer bolo de banana que em inglês é chamado de banana bread (pão de banana), apenas pelo formato. Outra das vantagens destas formas é que se podem usar para fazer uma pequena quantidade de uma receita que seja normalmente feita num tabuleiro, como por exemplo brownies.

Forma de tarte- Obviamente o nome diz tudo, estas formas são as ideais para se fazer tartes porque o seu formato facilita que se forrem com massa de tarte e também facilitam o corte. Normalmente são também de fundo amovível, mas mais baixas e com as bordas um pouco abertas para fora. Também se podem usar para fazer cheesecakes. Não são apropriadas para se cozer bolos sobretudo pela altura, são demasiado baixas.  


Formas de buraco- As típicas do pão-de-ló e dos bolinhos de avó! O formato destas formas permite que os bolos cresçam de maneira uniforme ao redor da saliência central que providencia um suporte para a massa se agarrar. São por isso perfeitas para cozer bolos com uma massa fofa e pouco consistente (como a de pão-de-ló). Além disso pela maior distribuição de calor (porque há mais forma em contacto com a massa) os bolos cozem mais depressa e não ficam crus no meio.  


Forminhas de muffins/ empadas- Muffins, queques ou cupcakes normalmente não passam de bolos em formato mais pequeno, cozidos nestas forminhas pequenas. Também se podem usar para fazer cheesecakes, tartes ou brownies individuais. Uma das vantagens de cozer bolos em forminhas assim é a facilidade de servir e de controlar a porção que se come.



E agora perguntam vocês:

Posso trocar os formatos das formas numa receita?
Sim claro. Porque não fazer um brownie redondo ou um pão-de-ló rectangular? 
O formato não vai interferir no sabor, o que tem de se ter em conta é que haja uma boa proporção de massa em relação ao tamanho da forma. E também devemos ter em conta que os formatos das formas influenciam muito o tempo de cozedura, o mesmo bolo feito numa forma redonda ou num tabuleiro grande vai cozer muito mais rapidamente no tabuleiro porque a massa fica mais baixa. Obviamente o mesmo acontece quando trocamos uma forma grande por forminhas de muffins.
Por isso façam as trocas e baldrocas que quiserem mas adaptem as quantidades das receitas aos tamanhos das formas e adaptem também os tempos de cozedura. 

Bons bolinhos!
Rita

5 comentários:

  1. Rita, há imenso tempo que tento encontrar formas para mini-cheesecakes mas não encontro (nem no corte inglés :( ). Tenho feito "batota" e utilizo as formas de queijadas com papel vegetal na base, colocado em cuz, para desenformar... onde as poderei encontrar? Obrigada, Joana (Também faço assim e congelo o limão inteiro para mais tarde utilizar.
    Todos os anos, quando a quinta me presenteia com ótimos frutos vermelhos, faço cuvetes de gelo com fruta para mais tarde utilizar nas bebidas. Fica giríssimo! Beijinhos, Joana (http://camomilalimao.blogspot.com)

    ResponderEliminar
  2. Esta pequenina encontrei numa loja de chineses, mas também se encontram no Brás & Brás ou Polux. É muito útil :)

    ResponderEliminar
  3. Obrigada, Rita!!!!! Andei desesperada e ainda não encontrei :)

    ResponderEliminar